O Rei surdo | CAPESP – Centro Associativo dos Profissionais de Ensino do Estado de São Paulo

O Rei surdo

coroa
Print Friendly

Era uma vez há muito tempo atrás (aliás, não há muito não!) um reino não muito longe daqui.

Um Reino muito rico e muito triste.

Muito rico, pois, era o que mais produzia riquezas, entre os sete vizinhos ricos da região, mesmo assim era triste, muito triste.

Uma tristeza daquelas que sabemos de onde vem: um Rei havia sido morto, há 11 anos, e pensando bem, até hoje não se sabe o porquê e o por quem. Era um Rei muito sábio e popular, com ele parece que, morreu a primavera.

Foi seguido por outros não tão sábios, talvez no máximo populares. Era a primavera sendo substituída por um longo e rigoroso inverno.

Teve até um que sorridente dizia que se preocupava com os súditos que mais precisavam. Percebeu-se depois que os que mais precisavam eram aqueles que cercavam o Rei!

Até que construiu grandes obras, principalmente na saúde e educação, mas entregou-as a grupos privados.

Foi deposto após terem sido divulgados os desmandos da Rainha, mesmo assim o Rei insistia em dizer que desconhecia (não a Rainha, mas os seus desmandos).

O Vice-Rei que assumiu não foi mais feliz, pois pouco permaneceu no trono, acabou sendo acusado de saber e nada fazer contra os desmandos da Rainha, principalmente quando ocupou o trono nas ausências do Rei, ao visitar os reinos vizinhos.

Como o trono não poderia ficar vago, um dos ministros que apoiara o Rei deposto e seu Vice, acabou assumindo apoiado por outros 22. Este logo após nomeou mais de 400 para diversos cargos, pagando elevadas pensões, mas não se esqueceu de dizer que não havia mais dinheiro e que o outrora Reino rico, estava praticamente falido.

Aliás, enquanto ministro e presidindo o conselho o atual Rei apoiara o aumento de 126% para os demais pares, mas isto já é outra história.

Enquanto o Palácio afirmava que o Tesouro estava a quase zero, o Reino foi ficando abandonado, o serviço público de qualidade foi virando coisa do passado. Parecendo ignorar a realidade e frente aos 126%,o Rei acenou com um projeto de lei: 5,38% de reajuste .Os funcionários da Corte descontentes entraram em greve, afirmavam que o Rei não investia nas condições de trabalho, o que resultava diretamente na péssima qualidade do atendimento à população,ou seja,um total descaso para com os trabalhadores e a própria população do Reino.

Como cuidar da Saúde, sem funcionários, salários dignos, equipamentos, instalações adequadas e o pior, sem remédios?

Como cuidar da educação sem funcionários, salários dignos, instalações adequadas, somando-se a tudo isso um número excessivo de crianças que merecem e precisam de uma total atenção?

Funcionários reunidos há dias na frente do Palácio, gente de todos os setores- Saúde, Educação, Guarda Municipal, Infraestrutura,Cultura,Esporte e Lazer,Assistência Social -uma só voz :gritos, músicas, palavras de ordem, panfletagem, ruas fechadas, passeatas, plenárias, assembléias, negociações.

Os meios de comunicação em sua maior parte nas mãos do Rei fizeram de conta por muitos dias que o movimento não existia e quando perceberam que isto seria impossível, procuraram jogá-lo contra a população, como fizeram com a greve dos ônibus.

O Rei chegou a afirmar que a greve era política. Gostaria que ele descesse do alto de seu trono e mostrasse uma greve, qualquer uma acontecida aqui, ou em qualquer outro lugar que não tenha sido política.

Os gritos que ainda ocorrem por todo Paço, parecem não chegar ao trono do 4º andar.
Até quando gritaremos para um Rei surdo?
Até quando aguentaremos?

Um súdito desgostoso

PS: Qualquer semelhança com personagens e a Prefeitura de Campinas não é mera cincidência.

Roberto Rodrigues da Silva-Professor de História da Rede Pública Estadual(Indaiatuba) e Diretor de Centro educacional Municipal de Educação Infantil(Campinas) e colaborador do CAPESP

Você pode deixar um comentario, or trackback a partir do seu proprio site.

One Response to “O Rei surdo”

  1. Crônicas do prof. Roberto… imperdíveis…
    Não só em Campinas, mas semelhante em muitos outros rincões…

Deixe seu Comentario

You must be logged in to post a comment.

Powered by WordPress | Download Free WordPress Themes | Thanks to Themes Gallery, Premium Free WordPress Themes and Free Premium WordPress Themes